domingo, 24 de junho de 2018

Dia de São João

Alfredo Volpi

Ai, Xangô, Xangô menino
Da fogueira de São João
Quero ser sempre o menino, Xangô
Da fogueira de São João

Céu de estrela sem destino
De beleza sem razão
Tome conta do destino, Xangô
Da beleza e da razão

Viva São João
Viva o milho verde
Viva São João
Viva o brilho verde
Viva São João
Das matas de Oxossi
Viva São João

Olha pro céu, meu amor
Veja como ele está lindo
Noite tão fria de junho, Xangô
Canto tanto canto lindo

Fogo, fogo de artifício
Quero ser sempre o menino
As estrelas deste mundo, Xangô
Ai, São João, Xangô Menino

Viva São João
Viva Refazenda
Viva São João
Viva Dominguinhos
Viva São João
Viva Qualquer Coisa
Viva São João
Gal Canta Caymmi
Viva São João
Pássaro Proibido
Viva São João

(Gilberto Gil, na música São João, Xangô Menino)

quinta-feira, 21 de junho de 2018

Inverno - Hemisfério Sul



Inverno
É tudo o que sinto
Viver
É sucinto

(Paulo Leminski, poeta brasileiro)

Verão - Hemisfério Norte

Alexander Averin


Se te comparo a um dia de verão
És por certo mais belo e mais ameno
O vento espalha as folhas pelo chão
E o tempo do verão é bem pequeno.

Às vezes brilha o Sol em demasia
Outras vezes desmaia com frieza;
O que é belo declina num só dia,
Na terna mutação da natureza.

Mas em ti o verão será eterno,
E a beleza que tens não perderás;
Nem chegarás da morte ao triste inverno:

Nestas linhas com o tempo crescerás.
E enquanto nesta terra houver um ser,
Meus versos vivos te farão viver.

(William Shakespeare, em Soneto 18)

quarta-feira, 20 de junho de 2018

Se você quiser ir rápido...

Bernardus Johannes Blommers

“Se você quiser ir rápido, vá sozinho. Se você quiser ir longe, vá acompanhado.”

(Provérbio africano)

terça-feira, 19 de junho de 2018

Para saber...

Douglas Okada


A quadrinha é uma espécie de trova popular, cuja letra é formada por quatro versos, normalmente de sete sílabas cada um, muito usada para desafios, provérbios populares e adivinhas. A quadra iniciou o cordel, mas hoje não é mais utilizada pelos cordelistas.

A situação tá tão feia,
minha grana tão escassa,
que o vizinho churrasqueia
e eu passo o pão na fumaça.
(Pedro Ornellas)


O hai-kai (hai = brincadeira, gracejo; kai = harmonia) é um poema de origem japonesa, escrito em linguagem simples, sem rima, estruturado em três versos que somem dezessete sílabas poéticas; cinco sílabas no primeiro verso, sete no segundo e cinco no terceiro.

de tantos instantes
para mim lembrança
as flores de cerejeira.
(Matsuo Bashô)

segunda-feira, 18 de junho de 2018

Por que as pessoas insistem...

Jean-François Martin

“Por que as pessoas insistem em defender suas ideias e opiniões com tanta ferocidade, como se defendessem a própria honra? O que poderia ser mais fácil de mudar do que uma ideia?“

(J. G. Farrell, romancista inglês)


quinta-feira, 14 de junho de 2018

Copa do Mundo 2018

Newton Rezende


“O futebol é tão grandioso que, mesmo as Olimpíadas reunindo os mais variados esportes, a Copa do Mundo é mais importante.”

(Allan Caetano Zanetti, poeta brasileiro)


quarta-feira, 13 de junho de 2018

Dia de Santo Antônio

Militão dos Santos


Santo Antônio, casamenteiro
Fale com São Pedro
Que a feste este ano
Começa mais cedo...

(canção popular nordestina)

segunda-feira, 11 de junho de 2018

Para mim — um garoto da cidade...

Linda Apple

“Para mim — um garoto da cidade, sempre confinado entre paredes de apartamento —, o museu era interessante principalmente por seu tamanho, um palácio onde as salas não acabavam nunca e iam ficando cada vez mais desertas conforme se avançava. Algumas das salas isoladas com corda, negligenciadas nas profundezas das artes decorativas europeias, pareciam envolvidas por um encanto profundo, como se há um século ninguém botasse o pé ali. Desde que eu tinha começado a pegar o metrô sozinho, adorava ir lá e ficar perambulando até me perder, entrando mais e mais no labirinto de galerias até me encontrar algumas vezes em salas esquecidas de armaduras e porcelanas que nunca tinha visto antes (e que, não raro, era incapaz de encontrar de novo).”

(Donna Tartt, no livro O Pintassilgo)

quinta-feira, 7 de junho de 2018

Por ser de lá...

Jesser Valzacchi

Por ser de lá
Do sertão, lá do cerrado
Lá do interior do mato
Da caatinga do roçado
Eu quase não saio
Eu quase não tenho amigos
Eu quase que não consigo
Ficar na cidade sem viver contrariado

Por ser de lá
Na certa por isso mesmo
Não gosto de cama mole
Não sei comer sem torresmo
Eu quase não falo
Eu quase não sei de nada
Sou como rês desgarrada
Nessa multidão boiada caminhando a esmo

(Gilberto Gil e Dominguinhos, na música Lamento Sertanejo)

quarta-feira, 6 de junho de 2018

A mãe reparou que o menino...

George Agnew

A mãe reparou que o menino
gostava mais do vazio
do que do cheio.
Falava que os vazios são maiores
e até infinitos.

(Manoel de Barros, no poeta O menino que carregava água na peneira)

terça-feira, 5 de junho de 2018

5 de Junho - Aniversário da Jardineira!!

Esaú Andrade

Se Deus quiser
Um dia eu viro semente
E quando a chuva molhar o jardim
Ah, eu fico contente
E na primavera
Vou brotar na terra

E tomar banho de sol
Banho de sol!
Banho de sol!
Banho de sol!

(Rita Lee, na música Baila Comigo)

segunda-feira, 4 de junho de 2018

Um dia acabo voando...

Claire Louise Milne


Se Deus quiser
Um dia acabo voando
Tão banal assim como um pardal
Meio de contrabando
Desviar do estilingue
Deixar que me xingue

E tomar banho de sol
Banho de sol!
Banho de sol!
Banho de sol!

(Rita Lee, na música Baila Comigo)

quinta-feira, 31 de maio de 2018

Para ganhar conhecimento...

François Fressinier

“Para ganhar conhecimento, adicione coisas todos os dias. Para ganhar sabedoria, elimine coisas todos os dias.”

(Lao Tsé, filósofo chinês)

quarta-feira, 30 de maio de 2018

Quando as coisas ficam...

Alexander Mark Rossi


“Quando as coisas ficam ruins, é sinal de que as boas estão perto.”

(Provérbio popular)

terça-feira, 29 de maio de 2018

Noite de Lua Cheia

ilustração japonesa

Lua Cheia… Céu de prata…
Há cordas em vibração…
E, baixinho, a serenata
nos embala o coração.

(Ermelinda Amazonas de Almeida)

segunda-feira, 28 de maio de 2018

o medo tinha inveja...

Duy Huynh

o medo tinha inveja do amor
e criou a distância.

o medo tinha inveja do diferente
e criou a intolerância.

o medo tinha inveja da bondade
e criou a ganância.

enquanto eles espalham o medo,
os de bom coração espalham
esperança.

(João Doederlein, poeta brasileiro)

quinta-feira, 24 de maio de 2018

Não leio romances...

Ferdinand Heilbuth

“Não leio romances, apenas livros de história. O que aconteceu de verdade é diferente daquilo que as pessoas imaginam. Quando nos informamos sobre a história, aprendemos sobre a realidade, não fantasias engenhosas, com frequência, tolas.  E quem acha que romances são mais coloridos que a história não usa sua fantasia imaginando como foram, por exemplo, César que amava Brutus como a um filho e foi apunhalado por ele; ou os astecas, que foram dizimados pelas doenças dos brancos antes mesmo de lutarem contra eles; as mulheres e crianças que foram pisoteadas na neve ou empurradas nas águas geladas, atravessando o rio Beresina, seguindo o exército de Napoleão. Tragédias e comédias, sorte e azar, amor e ódio, alegria e sofrimento — a história oferece tudo isso. Romances não conseguem nos oferecer nada mais.”

(Bernhard Schlink, no livro A mulher na escada)

quarta-feira, 23 de maio de 2018

Pessoas vêm e vão...

Alexandre Esgaio

Pessoas vêm e vão.
Mas em vão,
Ninguém vem.

(Anônimo)

terça-feira, 22 de maio de 2018

22 de Maio - Dia do Abraço

Otto van Rees

Na chegada ou na partida
Raio de sol ou noite fria
Na tristeza ou na alegria

Tudo que a gente sofre
Num abraço se dissolve
Tudo que se espera ou sonha
Num abraço a gente encontra

Dentro de um abraço tudo mais já está dito

(Jota Quest, na música Dentro de um abraço)