sexta-feira, 10 de março de 2017

Quando me angustio...

Arlene Cassidy

“Quando me angustio, vou para o refúgio. Nenhuma necessidade de viajar; ir juntar-me às esferas de minha memória literária é suficiente. Pois existe distração mais nobre, existe mais distraída companhia, existe mais delicioso transe do que a literatura?”

(A elegância do ouriço, de Muriel Barbery)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget