sexta-feira, 16 de junho de 2017

Em seu quadragésimo terceiro ano...

Walter M. Baumhofer

“Em seu quadragésimo terceiro ano, William Stoner aprendeu o que outros, muito mais jovens que ele, haviam aprendido antes dele: que a pessoa que se ama no começo não é a pessoa que enfim se ama, e que o amor não é um fim, mas um processo através do qual uma pessoa experimenta conhecer outra.
Eram ambos muito tímidos, e começaram a explorar um ao outro lentamente e com cautela. Aproximavam-se e afastavam-se, tocavam-se e imediatamente recuavam, pelo medo de impor ao outro mais do que poderia ser desejado. Dia após dia, as camadas de reserva que os protegiam foram caindo, e assim, como acontece com as pessoas extremamente tímidas, abriam-se um ao outro, desprotegidos, desinibidos e perfeitamente à vontade.”

(John Williams, no livro Stoner)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget