domingo, 25 de dezembro de 2016

25 de Dezembro - Natal

Djanira da Motta e Silva

De repente o sol raiou
E o galo cocoricou:

- Cristo nasceu!

O boi, no campo perdido
Soltou um longo mugido:

- Aonde? Aonde?

Com seu balido tremido
Ligeiro diz o cordeiro:

- Em Belém! Em Belém!

Eis senão quando, num zurro
Se ouve a risada do burro:

- Foi sim que eu estava lá!

(Natal, de Vinícius de Morais)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget