segunda-feira, 23 de maio de 2016

Pouco a pouco...

Jules Frederic Ballavoine


Pouco a pouco, dissipam-se no espaço
As névoas da manhã; já pelos montes
Vão subindo as que encheram todo o vale;
Já se vão descobrindo os horizontes.

(Machado de Assis, no poema Manhã de inverno)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget