sexta-feira, 18 de novembro de 2016

As pessoas sempre lhe diziam...

Ernest Meissonier

As pessoas sempre lhe diziam o quanto ele era humilde, mas não estavam falando de humildade de verdade, apenas que não ostentava o fato de fazer parte do clube dos ricos, não exercia os direitos que isso trazia – de ser grosseiro, de não pensar nos outros, de ser cumprimentado em vez de cumprimentar – e, como tantos outros do mesmo nível faziam essas coisa, não fazer era interpretado como humildade. Obinze também não se gabava, nem falava de tudo o que possuía, o que fazia com que as pessoas achassem que tinha muito mais do que na realidade. Até seu amigo mais próximo, Okwudiba, lhe dizia o quanto ele era humilde, e isso o irritava um pouco, pois queria que Okwudiba visse que chamá-lo de humilde era fazer da grosseria uma coisa normal. Além do mais, a humildade sempre lhe parecera algo especioso, inventado para reconfortar os outros; você era elogiado por sua humildade porque não os fazia sentir-se ainda mais cheios de falhas do que já eram. Era a honestidade que Obinze prezava. Sempre tinha desejado ser verdadeiramente honesto e temido não sê-lo.

(Chimamanda Ngozi Adichie, em Americanah)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget