quarta-feira, 28 de setembro de 2016

Os olhos dos dois se cruzaram...

Heinz Pinggera

“Os olhos dos dois se cruzaram naquela breve fração de segundo em que, sem pronunciar uma palavra, um homem e uma mulher que não se conhecem informam um ao outro que a noite ainda não terminou.”

(Antoine Laurain, no livro A caderneta vermelha)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget