domingo, 14 de maio de 2017

2º Domingo de Maio - Dia das Mães

Bernard Jean Corneille Pothast

“No princípio, se um de nós caía, a dor doía ligeiro. Um beijo seu curava a cabeça batida na terra, o dedo espremido na dobradiça da porta, o pé tropeçado no degrau da escada, o braço torcido no galho da árvore. Seu beijo de mãe era um santo remédio. Ao machucar, pedia-se: mãe, beija aqui!"

(Bartolomeu Queirós, no livro Vermelho amargo)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget